26.Nov.2014 16:38
Ipanema
1 Comentários
Tudo sobre o Jake Bugg em Porto Alegre

Era óbvio que não podia passar em branco aqui no Nblog um dos shows mais legais do ano. E é mais óbvio ainda que eu não podia deixar de fora a minha análise de fã. Hoje vou contar como foi estar "por dentro" de tudo e como foi desde o início até a hora que o Jake Bugg foi embora.

 

Lembro que uma das primeiras coisas que perguntei quando entrei na Ipanema foi sobre o show do Jake Bugg, se ele viria na rádio etc. Sempre curti o som do cara e acho que tem muito potencial. Ter participado do sorteio "por trás" de tudo e falar no ar cada pergunta que eu escolhia e depois dar a resposta e ver a repercussão de tudo foi bem legal. Foi uma oportunidade e tanto. Ontem pela manhã eu já acordei ansiosa. Creio eu que o Ribeiro Neto estava no mesmo nível de excitação que eu, e já coloquei o CD inteiro no celular pra vir pro trabalho ouvindo. Sabia que o dia seria cheio e que a noite mais ainda.

 

O Hans ficou durante a tarde toda lá fazendo a cobertura da passagem de som, encontrando os sorteados para o Meet & Greet, entrevistando a galera da fila, enquanto eu estava no estúdio, como sempre, fazendo palpites de possíveis setlists (que só errei uma música por sinal) e montando uma playlist especial pro aquecimento Jake Bugg. O clima aqui era de correria em função da produção do show e tudo mais porque as coisas tinham que correr como o planejado.

 

Ante-ontem uma das meninas que ganhou o sorteio dos ingressos pro show que a Ipanema fez me contou, quando fui entregá-los à ela, que tinha ido ao aeroporto esperar o Jake chegar, que ele foi super atencioso e tirou foto com todos que estavam lá esperando por ele. Mas eu não tinha como correr atrás dele por Porto Alegre por motivos de: tenho outras coisas pra fazer e não tenho mais 15 anos. Mas, ainda assim, meu espírito de tiete falou mais alto e passei o dia todo confabulando comigo mesma alguma maneira de tirar uma foto sequer.

 

Quando chegamos lá aproveitamos pra brincar um pouquinho com o Ico na nova móvel da Ipanema (que ficou linda, diga-se de passagem!) antes de entrarmos para ver o show do John Folk, que ganhou a promoção aqui da rádio para fazer a abertura do show, e depois ficamos curtindo ali na pista premium. Com direito a gritar "Baldasso Viado" com o Ribeiro Neto e tudo (desculpa, Baldasso, a gente te ama, mas foi a galera que puxou o coro!). De vez em quando, a Grazi trazia uma informação nova, tipo, "O Jake está andando de skate no backstage" ou "Ele disse foda-se o que eles disseram" quando a produção privou alguém de fazer algo lá atrás.

 

Eu ainda não tinha desistido, mas estava em cima da hora e enquanto a produção mudava os equipamentos lá no palco, o Pepsi On Stage era inundado por Smiths nas caixas de som e aí, de repente, começou a tocar Oasis, as luzes baixaram e umas menininhas de coroa de flores na cabeça começaram a berrar desesperadas coladas na grade. O baterista subiu ao palco, o baixista também e, por fim, alguém da produção entregou a guitarra ao Jake e o instrumental de Messed Up Kids começou a tocar. Logo depois, Seen it All, assim como eu havia palpitado mais cedo aqui no Nblog mesmo. E só depois da quarta música é que o gurizinho foi abrir a boca e falar alguma coisa ao público. Mas ele é tímido, dá um desconto!

 

Eu encontrei um conhecido de tempos, que trabalhava na produção, e perguntei se não tinha um jeitinho sequer de tirar pelo menos uma foto com o querido, mas era impossível. Ele não ia atender ninguém depois do show. Mas ele disse que, talvez, depois do show o Jake e a produção iriam pro Dublin, aquele pub irlandês que fica ali na Padre Chagas. Ele também disse que eu podia dar uma passada lá - como boa fã que sou, encarei isso não como um convite, mas como uma convocação.

 

Continuei curtindo o show, que foi muito bom em todos os aspectos e fiquei impressionada com o quanto ele é bom ao vivo também. Têm vários artistas super conceituados por aí que não conseguem cantar uma fucking música sem desafinar ao vivo e o Jake foi bem em todas. Aí ele tocou Storm Passes Away, Trouble Town (do seu álbum de estreia), Me and You e todo mundo pulou e dançou junto desejando dois dedos para o passado e só faltou acender o cigarro quando ele cantou Two Fingers - até gravei pros meus amigos no Whats. Ele seguiu tocando as músicas do repertório normal e quando eu vi, as luzes baixaram e só um feixe ficou em volta do Jake enquanto ele cantava Broken. Já havia se passado quase uma hora e meia quando ele introduziu Lightning Bolt e a tristeza começou a bater porque todo mundo sabia que seria a última.

 

Enquanto eu pirava no repertório, o pessoal da produção corria procurando pessoas bacanas para serem entrevistadas, ou situações inusitadas, como o casal separado pela grade: ele na pista comum, ela na Premium. O Pedro mandando ver nas matérias para a Ipanema, tentando passar, em tempo real, as emoções do show para a audiência da Ipanema, e o Ico gravando as matérias para a TV. Correria geral. E eu só curtindo - ser estagiária tem suas vantagens, né? :)

 

Jake agradeceu, as luzes começaram a acender, ele largou a guitarra e todos saíram do palco. Enquanto ficava grudada no celular para saber o que ia rolar depois de lá, saí rápido do Pepsi e fiquei parada lá no portãozinho do lado só para ver os carros saindo. As fãs, mais enlouquecidas que eu, se pendurando nas janelas de qualquer carro que saísse por ali na esperança de ser o Jake Bugg. Vi quando o Ico passou com a esposa dele e uma guria gritou, "Me leva contigo" pra que ela pudesse entrar no estacionamento e ficar por lá na esperança de encontrar Bugg. Foi engraçado, na verdade. De qualquer forma, ali é que ninguém ia conseguir nada.

 

Fiquei sem bateria e pensei, "Deu, já era, perdi de ver ele" e fui pra casa. Quando coloquei meu celular para carregar, lá pela 00h, recebi uma mensagem, "Eles acabaram de chegar", na mesma hora calcei minha sapatilha e fui em busca do primeiro táxi que eu encontrasse. Cheguei lá e tinha uma mesa grande com um Jake Bugg vestindo xadrez, calmo e quieto assistindo ao jogo do Manchester City x Bayern de Munique. Eu já estava me sentindo a groupie da vida por ter ido até lá, não ia chegar do nada e pedir uma foto. Fiquei um tempo ali, falei com o meu amigo, observei enquanto todo mundo conversava animado. Até que o Jake levantou pra ir ao banheiro e eu cumprimentei ele e pedi uma foto. Ele foi super educado. Falamos sobre o show, tiramos uma foto e ele me disse, "Hope you enjoy the night". Calmo, voltou para a ponta da mesa e continuou assistindo ao jogo. Eu fiquei mais um tempinho ali e depois fui embora. Já tinha ganhado a noite.

 

Pelo que sei, Jake embarcou pra São Paulo hoje, às 15h55min, e deve chegar por volta das 17h15min. Ele é super atencioso, não usou os seguranças para tirar os fãs de perto em momento algum e também prefere que todo mundo aja calmamente perto dele, porque é envegonhadíssimo. Acho que fiquei uns minutos em silêncio com ele porque nenhum dos dois sabia o que dizer. Eu queria falar sobre o show e sobre o quanto acho legal ele ser tão novo e ser tão bom no que faz, mas eu só conseguia balbuciar míseras palavras e ele, então, acho que estava esperando que eu fizesse perguntas pra que ele pudesse responder, mas eu não fiz, então nós só comentamos sobre como o show foi legal e tiramos uma foto. Depois cada um foi pro seu lado e, mesmo assim, ele foi mais atencioso que muita gente que eu conheço por aí.
 



Comentários (1)
Milena | 26.Nov.2014 18:07
Não sou fã do Jake, nunca ouvi uma mísera música, mas teu relato foi tão legal e intimista, em função de tu escreveres tão bem, que me deu vontade de baixar a discografia inteira. Sou tua fã.




N blogueiros
Arquivos
Abril 2015  /  17 posts
Fevereiro 2015  /  16 posts
Janeiro 2015  /  21 posts
Dezembro 2014  /  23 posts
Novembro 2014  /  23 posts
Outubro 2014  /  23 posts
Fevereiro 2014  /  30 posts
Outubro 2013  /  23 posts
Setembro 2013  /  29 posts
Agosto 2013  /  37 posts
Julho 2013  /  26 posts
Junho 2013  /  17 posts
Abril 2013  /  17 posts
Março 2013  /  20 posts
Janeiro 2013  /  36 posts
Dezembro 2012  /  18 posts
Novembro 2012  /  39 posts
Agosto 2012  /  30 posts
Julho 2012  /  41 posts
Junho 2012  /  47 posts
Maio 2012  /  31 posts
Abril 2012  /  32 posts
Março 2012  /  29 posts
Fevereiro 2012  /  34 posts
Janeiro 2012  /  62 posts
Dezembro 2011  /  66 posts
Novembro 2011  /  65 posts
Outubro 2011  /  63 posts
Setembro 2011  /  49 posts
Agosto 2011  /  57 posts
Julho 2011  /  63 posts
Junho 2011  /  40 posts
Maio 2011  /  51 posts