06.Mai.2015 12:01
Ipanema
0 Comentários
Estudo afirma que foi o hip-hop que revolucionou a música

Um grupo de pesquisadores de Londres publicou no Royal Society Open Science um estudo sobre a evolução da música ao longo dos anos. Eles analisaram as paradas musicais norte-americanas durante o período de 1960 até 2010, medindo a duração e a diferença das músicas que mais bombavam. O estudo mostrou que três anos se destacaram e marcaram um período de transição na música: 1964, 1983 e 1991. 

 

Muitos responsabilizam os Beatles e os Rolling Stones como os revolucionários da música norte-americana, graças a Invasão Britânica que ocorreu nos Estados Unidos durante o ano de 64, quando eles, The Who e The Kinks começaram a ofuscar os músicos americanos nas paradas, se tornando um sucesso enorme no país. Mas os pesquisadores afirmaram que isso é exagerado, porque essas bandas britânicas traziam aspectos que já eram presentes no hip-hop anos antes, como as letras, as batidas e o tom. 

 

Quando o hip-hop entrava nas paradas musicais, mudava completamente o rumo da música popular. É isso que afirma Matthias Mauch, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo. "Pela primeira vez, nós podemos medir as propriedades musicais nas gravações. Nós podemos ir diante do que os especialistas de música nos falam ou o que sabemos de música, apenas olhando diretamente para as músicas, medindo o modo que elas foram feitas e entendendo como mudou. Muitas pessoas reclamam que a música está cada vez pior e nós não encontramos nada disso", disse Matthias, que acredita que foi o hip-hop que salvou as paradas. 

 

Quem contrariou esse estudo foi o Mike Brocken, que ensina sobre os Beatles na Liverpool Hope University. Ele disse que a música popular não pode ser "medida" dessa forma, e questionou "E sobre a recepção, a economia política e as subculturas?". Para Mike, esse tipo de análise musical não ajuda em nada e que os Beatles "comunicavam" coisas para as pessoas. "A maior parte dos pesquisadores musicais provavelmente vão concordar que os Beatles não foram tão inovadores em termos de estrutura musical, e isso não é uma crítica. Eles eram como nós, escutavam um monte de coisa e se inspiravam", concluiu o professor. 



Comentários (0)



N blogueiros
Arquivos
Abril 2015  /  17 posts
Fevereiro 2015  /  16 posts
Janeiro 2015  /  21 posts
Dezembro 2014  /  23 posts
Novembro 2014  /  23 posts
Outubro 2014  /  23 posts
Fevereiro 2014  /  30 posts
Outubro 2013  /  23 posts
Setembro 2013  /  29 posts
Agosto 2013  /  37 posts
Julho 2013  /  26 posts
Junho 2013  /  17 posts
Abril 2013  /  17 posts
Março 2013  /  20 posts
Janeiro 2013  /  36 posts
Dezembro 2012  /  18 posts
Novembro 2012  /  39 posts
Agosto 2012  /  30 posts
Julho 2012  /  41 posts
Junho 2012  /  47 posts
Maio 2012  /  31 posts
Abril 2012  /  32 posts
Março 2012  /  29 posts
Fevereiro 2012  /  34 posts
Janeiro 2012  /  62 posts
Dezembro 2011  /  66 posts
Novembro 2011  /  65 posts
Outubro 2011  /  63 posts
Setembro 2011  /  49 posts
Agosto 2011  /  57 posts
Julho 2011  /  63 posts
Junho 2011  /  40 posts
Maio 2011  /  51 posts