17.Out.2011 09:10
Jornada Esportiva
0 Comentários
A quebra de um tabu para reanimar.

O Grêmio foi à Vila Belmiro em busca de quebrar um tabu de nunca ter vencido na Vila Belmiro, em Campeonatos Brasileiros. Com Borges no ataque adversário, e com uma zaga desentrosada, a tarefa não tinha cara de ser fácil. E de fato não foi.

 

Antes de entrar em campo, o clima no elenco gremista já não era dos melhores. Isso porque o atacante Miralles sobrou do banco de reservas e não conteve a sua insatisfação. O argentino considerou uma falta de respeito ser levado até Santos e não ficar relacionado, sequer, no banco de reservas. Miralles disse, inclusive, que irá falar com a direção do clube sobre o acontecido. No seu lugar no bando de reservas, Celso Roth optou por deixar o garoto Eeveraldo, que acabou nem entrando em campo.

 

E durante a partida o destaque foi, mais uma vez, argentino. Mas esse estava em campo, vestindo a camisa de número 24. Damián Escudero, o autor do gol gremista. Está certo que o gol do Grêmio foi um rebote de um pênalti perdido pelo meia Douglas, mas a jogada teve início nos pés de Escudero. Que, minutos antes, levou perigo ao gol santista, que tinha Rafael bem posicionado. A bola ficou por ali, entre a zaga santista e o ataque gremista. Até que, em uma tentativa de Marquinhos para André Lima, o goleiro adversário deixou a bola escapar das mãos. André Lima, próximo do lance, foi aproveitar a falha de Rafael e acabou sendo derrubado na área. Pênalti. Douglas, batedor oficial, desperdiçou a oportunidade. Contou com mais sorte que juízo. Escudero estava bem colocado na área e aproveitou, chutou a gol, já sem goleiro. Grêmio 1 a 0.

 

Daí em diante o Grêmio mais cuidou do escore favorável, esperou o Santos chegar. E ele chegou. Borges parou, em três tentativas de balançar as redes, no goleiro Victor. Seu velho conhecido de Olímpico. Do meio para o fim do jogo, Celso Roth mudou o esquema de jogo, fechando o time com a entrada de Adilson no lugar de Marquinhos e de Clementino no lugar de Escudero. Conseguiu, então, segurar a pressão final do Santos e manter a vitória simples.

 

Foi apenas 1 a 0, mas que garantiu ao Grêmio a quebra de um tabu importante. Vitória histórica na Vila. Com isso o Grêmio volta a ter possibilidades, ainda que pequenas, de ser dono de uma das vagas para a disputa da Taça Libertadores da América de 2012.

 

E para almejar o G-5 o Grêmio terá de bater o lanterna do Brasileirão, América-MG, no próximo sábado, na Arena do Jacaré.



Comentários (0)



N blogueiros
Arquivos
Abril 2015  /  17 posts
Fevereiro 2015  /  16 posts
Janeiro 2015  /  21 posts
Dezembro 2014  /  23 posts
Novembro 2014  /  23 posts
Outubro 2014  /  23 posts
Fevereiro 2014  /  30 posts
Outubro 2013  /  23 posts
Setembro 2013  /  29 posts
Agosto 2013  /  37 posts
Julho 2013  /  26 posts
Junho 2013  /  17 posts
Abril 2013  /  17 posts
Março 2013  /  20 posts
Janeiro 2013  /  36 posts
Dezembro 2012  /  18 posts
Novembro 2012  /  39 posts
Agosto 2012  /  30 posts
Julho 2012  /  41 posts
Junho 2012  /  47 posts
Maio 2012  /  31 posts
Abril 2012  /  32 posts
Março 2012  /  29 posts
Fevereiro 2012  /  34 posts
Janeiro 2012  /  62 posts
Dezembro 2011  /  66 posts
Novembro 2011  /  65 posts
Outubro 2011  /  63 posts
Setembro 2011  /  49 posts
Agosto 2011  /  57 posts
Julho 2011  /  63 posts
Junho 2011  /  40 posts
Maio 2011  /  51 posts