07.Abr.2012 15:51
Helena Eilers
0 Comentários
Lollapalooza - A estreia


O Lollapalooza começou com muito sol, pouca fila e um line-up digno de acordar cedo e tomar rumo em direção ao Jockey Club. Com cinco palcos e 120 mil metros quadrados era humanamente impossível ver todos os shows. Como todo o festival que se preze, fez a galera dar aquela corridinha de um stage ao outro para conseguir se posicionar e curtir as principais atrações da noite. Vamos ao que interessa, segue um resumo do que a Ipanema viu no primeiro dia do festival:

 

 

Wander Wildner 
Os paulistas adoram o Wander, o Brasil adora o Wander e a Ipanema também. Nesse show, pensado exclusivamente para o festival, o gaúcho subiu ao palco com mais seis músicos, praticamente uma big band se tratando de uma apresentação do cara. Além de músicas do último álbum, o “Caminando y Cantando”, Wander não deixou de lado os clássico do punk brega, como “Eu tenho uma camiseta escrito eu te amo”, afinal, festival é festival e o público quer hits. “ O mais legal desse tipo de evento é tocar de dia, tocar com sol, isso é o mais bacana e funciona na Europa, funciona em todo o lugar e eu estou louco pra ver se vai funcionar no Brasil”, diz ele antes do show. É Wander... Funcionou.

 

 

Marcelo Nova
“Sempre tem aquela hora que o artista sai do palco e todo mundo sabe que o babaca vai voltar. Nós vamos pular essa parte e vamos ficar!”. E assim Marcelo Nova fechou com as clássicas Pastor João e Eu não matei Joana Dark. O ex-vocalista do Camisa de Vênus mostrou ao público um som que, segundo ele “está em extinção” e, carismático, marcou pontos a favor do time brazuca no festival.

 

 

Cage de Elephant

Corridinha básica de um palco ao outro. Enquanto escutávamos os últimos acordes do Marcelo Nova, os americanos do Cage de Elephant se preparavam para subir ao palco. Logo de cara soltaram o hit “One Ear” e não teve calor ou sol que deixasse a galera parada. Matthew Shultz, vocalista da banda, deu peixinho na galera e, depois de passar de mão em mão até voltar pro palco, afirmou: “I've never been so violated”, mas não aguentou e na metade do show já estava de novo nadando na multidão à caça de uma bandeira do Brasil. “Eu posso ficar inconsciente e se isso acontercer, por favor, fiquem passando o meu corpo pela multidão até o final do festival!”, suplica o vocalista . Vale lembrar que Cage de Elephante é a banda queridinha do  Dave Grohl , vocalista do Foo Fighters. Na turnê do ano passado, quando o baterista da banda quebrou o braço, o próprio Grohl assumiu as baquetas. Opa, perai, por falar nisso não é o Dave Grohl assistindo o show dos guris ali em cima??

 

 

 

O Rappa
Não restam dúvidas que O Rappa é uma banda atemporal e que sem perder o estilo ou o espírito conseguiram manter os fãs antigos e recrutar a gurizadinha. Depois de uma grande performance do Cage The Elephante não é qualquer banda que poderia segurar o público naquele calorão. Acompanhado de um quinteto de instrumentistas , o show do Rappa foi regado a hits. “Por anos a gente dá tão certo, a gente sabe que ninguém é igual a ninguém, a gente é multirracial, as conversas são diferentes. A cor da pele foda-se, o que vale é o coração. Foda-se a cor da pele.” É isso Falcão, #prontofalei. Agora solta um Rage Against the Machine pra gente.

 

 

Band of Horses
Um folk-rock-indie. Será que isso existe? Na turnê do terceiro álbum, o Infinit Arms, o grupo fez um show tranquilo e de qualidade. Muita gente curtindo da grama e das milhares de filas quilométricas que começavam a se formar em todos, eu disse todos, os lugares.

 

 

TV On The Radio
Sabe aquela banda que tu espera muito e ela te proporciona muito mais? Essa é o TV On The Radio. Depois do indie-rock-folk da Band of Horses, foi a vez do indie-rock-soul do TV. Na minha singela opinião foi a banda revelação do festival, com uma baita performance do vocalista e uma banda por trás cumprindo muito bem seu papel. Por falar em banda, pouca gente notou, mas Dave Navarro fez uma participação especial no show, tocando guitarra na canção “Repetition”. Eles finalizaram com a dançante “Will Do”, mas nessa hora a galera já estava correndo rumo ao show da Joan Jett.

 

 

Joan Jett

Nossa, como ela tá bem, hein? Nem o excesso de drogas do período da The Runnaways abalaram a cantora (alías, já viram o filme?). Incrível foi ver a quantidade de gurias novas que esperavam a Joan grudadas nas grades do palco Butantã,com faixas, cartazes e muitos gritinhos. Pra abrir o show duas clássicas: Bad Reputation e ch ch ch ch ch Cherry Bomb. Um dos principais ícones femininos do rock, Joan mandou bem do início ao fim, quando a plateia já escassa corria para ver o carro chefe da noite, o Foo Fighters. “Have a good time with the Foo Fighters”, disse ela encerrando o show. Pode crê, Joan!

 

 

 

 

Foo Fighters

Enquanto tinha gente (eu) que não aguentava mais ficar de pé, outros recém chegavam no Jockey Club para assistir a banda liderada por Dave Grohl. “Quanto tempo vocês querem que a gente toque?”, pergunta o vocalista. Dave sabia que a galera estava sedenta por som, pois desde 2011 rolavam boatos da banda no Brasil. Foi um hits depois do outro (por sinal, tem alguma música deles que não seja hit?) e depois de duas horas e meia acaba o primeiro dia do evento com o público indo embora de alma lavada. Dave ainda estava com a voz um pouco prejudicada, mas nos momentos que a voz dele falhou, a plateia compensou com muito barulho. 

 

 

*Fotos: Helena Eilers



Comentários (0)



N blogueiros
Arquivos
Abril 2015  /  17 posts
Fevereiro 2015  /  16 posts
Janeiro 2015  /  21 posts
Dezembro 2014  /  23 posts
Novembro 2014  /  23 posts
Outubro 2014  /  23 posts
Fevereiro 2014  /  30 posts
Outubro 2013  /  23 posts
Setembro 2013  /  29 posts
Agosto 2013  /  37 posts
Julho 2013  /  26 posts
Junho 2013  /  17 posts
Abril 2013  /  17 posts
Março 2013  /  20 posts
Janeiro 2013  /  36 posts
Dezembro 2012  /  18 posts
Novembro 2012  /  39 posts
Agosto 2012  /  30 posts
Julho 2012  /  41 posts
Junho 2012  /  47 posts
Maio 2012  /  31 posts
Abril 2012  /  32 posts
Março 2012  /  29 posts
Fevereiro 2012  /  34 posts
Janeiro 2012  /  62 posts
Dezembro 2011  /  66 posts
Novembro 2011  /  65 posts
Outubro 2011  /  63 posts
Setembro 2011  /  49 posts
Agosto 2011  /  57 posts
Julho 2011  /  63 posts
Junho 2011  /  40 posts
Maio 2011  /  51 posts