18.Mai.2015 12:16
Ipanema
0 Comentários
Ipanema.com.br
A partir de hoje, a rádio rock de Porto Alegre passa a te acompanhar aonde quer que tu estejas.   A Ipanema agora vai contigo pra qualquer lugar que tenha conexão de internet, seja aqui, em Porto Alegre, seja em pagos mais distantes, onde antes o FM não alcançava.   Pra continuar ouvindo a programação rock da Ipanema, tu podes acessar o ipanema.com.br e nos ouvir pelo site ou baixar o aplicativo para o teu smartphone:   Android: http://tinyurl.com/ipanemaAndroid
  iOS: http://tinyurl.com/ipanemaiOS
 


08.Mai.2015 14:28
Ipanema
0 Comentários
Por que Dave Grohl não está no documentário do Kurt Cobain?
Quem lembra daquele baterista magrelo com uma cara meio estranha no Nirvana? Pois então, foi ali que o Dave Grohl começou a dar as caras! Hoje, ele comanda o Foo Fighters e se tornou o único integrante (vivo) do Nirvana que conseguiu fazer bastante sucesso depois do fim da banda.  Então, é óbvio que a aparição dele no documentário "Kurt Cobain: Montage of Heck" estava sendo esperada. Mas pelo visto, não rolou.    Em entrevista, Brett Morgen, o diretor do Montage of Heck, afirmou que entrou em contato com Dave Grohl, para que ele fizesse uma das entrevistas para o documentário e falasse um pouco sobre o seu ex-colega de banda. Mas - como já era de se esperar - Dave é um cara super ocupado e só tinha disponibilidade para gravar apenas três semanas depois que tinham finalizado o Montage of Heck. "Ele foi ótimo, mas infelizmente, não deu tempo de inclui-lo", disse o diretor.   Quem vai aparecer pela primeira vez em frente às câmeras é o senhor Don Cobain, o pai ausente do Kurt. Ele só concordou em participar depois de conversar com Frances Bean Cobain. Falando nela, Brett disse que a Frances foi a maior motivação para que ele fizesse o Montage of Heck, já que Kurt morreu quando tinha apenas 1 ano e pouco de idade e ela não teve a chance de conhecer bem o pai. "Acredito que você conheça meu pai melhor que eu", falou Frances quando conheceu Brett. 


07.Mai.2015 11:38
Ipanema
0 Comentários
Rob Halford fala sobre o rock atual
Em uma entrevista na rádio 1290 KOIL, Rob Halford, a voz poderosa do Judas Priest, fez uma análise sobre a cena atual do rock. Ele disse que a indústria musical mudou bastante, o que dificultou para os artistas impulsionarem as suas carreiras. E aproveitou para levantar uma questão: terão outros grandes rockstars como Ozzy Osbourne e Axl Rose?   E o que mudou na indústria? Para Rob, isso aconteceu por causa do surgimento da internet. O jeito que as bandas se conectam aos fãs, as redes sociais, tudo isso influenciou muito. Ele também anunciou que entrou para o instagram recentemente, o que é um mundo totalmente novo.    Há algum tempo atrás, Gene Simmons disse em entrevista que o rock 'n roll estava morto, algo que tá dando o que falar até hoje. Rob lembrou disso e opinou: "Eu não acredito que esteja morto. Eu acho que está crescendo, o que eu acho ótimo e acho que o futuro é brilhante. Não só as bandas que estão vindo agora, mas também aquelas que começaram como nós, há 40 anos atrás, fazendo barulho na garagem. É ótimo. "   Rob Halford também destacou algumas bandas que estão bombando atualmente, como Avenged Sevenfold, Five Finger Death Punch, In This Moment, Royal Blood e Rival Sons.   Quer conferir o resto da entrevista? Só escutar nesse link aqui: http://bit.ly/1bAEECS


06.Mai.2015 12:01
Ipanema
0 Comentários
Estudo afirma que foi o hip-hop que revolucionou a música
Um grupo de pesquisadores de Londres publicou no Royal Society Open Science um estudo sobre a evolução da música ao longo dos anos. Eles analisaram as paradas musicais norte-americanas durante o período de 1960 até 2010, medindo a duração e a diferença das músicas que mais bombavam. O estudo mostrou que três anos se destacaram e marcaram um período de transição na música: 1964, 1983 e 1991.    Muitos responsabilizam os Beatles e os Rolling Stones como os revolucionários da música norte-americana, graças a Invasão Britânica que ocorreu nos Estados Unidos durante o ano de 64, quando eles, The Who e The Kinks começaram a ofuscar os músicos americanos nas paradas, se tornando um sucesso enorme no país. Mas os pesquisadores afirmaram que isso é exagerado, porque essas bandas britânicas traziam aspectos que já eram presentes no hip-hop anos antes, como as letras, as batidas e o tom.    Quando o hip-hop entrava nas paradas musicais, mudava completamente o rumo da música popular. É isso que afirma Matthias Mauch, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo. "Pela primeira vez, nós podemos medir as propriedades musicais nas gravações. Nós podemos ir diante do que os especialistas de música nos falam ou o que sabemos de música, apenas olhando diretamente para as músicas, medindo o modo que elas foram feitas e entendendo como mudou. Muitas pessoas reclamam que a música está cada vez pior e nós não encontramos nada disso", disse Matthias, que acredita que foi o hip-hop que salvou as paradas.    Quem contrariou esse estudo foi o Mike Brocken, que ensina sobre os Beatles na Liverpool Hope University. Ele disse que a música popular não pode ser "medida" dessa forma, e questionou "E sobre a recepção, a economia política e as subculturas?". Para Mike, esse tipo de análise musical não ajuda em nada e que os Beatles "comunicavam" coisas para as pessoas. "A maior parte dos pesquisadores musicais provavelmente vão concordar que os Beatles não foram tão inovadores em termos de estrutura musical, e isso não é uma crítica. Eles eram como nós, escutavam um monte de coisa e se inspiravam", concluiu o professor. 


05.Mai.2015 13:57
Ipanema
0 Comentários
Phil Rudd quebra o silêncio sobre saída do AC/DC
Phil Rudd andou causando polêmica por aí desde o momento em que ele foi acusado de fazer ameaças de morte e de posse de drogas, o que levou ao seu afastamento do AC/DC. Pela primeira vez, Phil quebrou o silêncio sobre tudo o que aconteceu no programa australiano "A Current Affair", e disse que está muito decepcionado com o rumo que o seu relacionamento com a banda tomou.    O ex-baterista do AC/DC afirmou que estava muito estressado na época, porque o seu primeiro disco solo - que se chama Head Job - foi um desastre nas paradas musicais. Phil tentou entrar em contato com Angus Young e com o resto da banda para se redimir, mas ninguém o retornou.    "Eu acredito que eles estejam se divertindo e tocando como nos velhos tempos. Vai ter alguma turnê ou outra que eu vou estar lá. ", disse Phil Rudd.    Durante a entrevista, Phil se mostrou bem arrependido diante de tudo que aconteceu e que pretende se desculpar com o pessoal do AC/DC. Atualmente, quem está no seu lugar é o Chris Slade, que foi o baterista do álbum "The Razors Edge". 





N blogueiros
Arquivos
Abril 2015  /  17 posts
Fevereiro 2015  /  16 posts
Janeiro 2015  /  21 posts
Dezembro 2014  /  23 posts
Novembro 2014  /  23 posts
Outubro 2014  /  23 posts
Fevereiro 2014  /  30 posts
Outubro 2013  /  23 posts
Setembro 2013  /  29 posts
Agosto 2013  /  37 posts
Julho 2013  /  26 posts
Junho 2013  /  17 posts
Abril 2013  /  17 posts
Março 2013  /  20 posts
Janeiro 2013  /  36 posts
Dezembro 2012  /  18 posts
Novembro 2012  /  39 posts
Agosto 2012  /  30 posts
Julho 2012  /  41 posts
Junho 2012  /  47 posts
Maio 2012  /  31 posts
Abril 2012  /  32 posts
Março 2012  /  29 posts
Fevereiro 2012  /  34 posts
Janeiro 2012  /  62 posts
Dezembro 2011  /  66 posts
Novembro 2011  /  65 posts
Outubro 2011  /  63 posts
Setembro 2011  /  49 posts
Agosto 2011  /  57 posts
Julho 2011  /  63 posts
Junho 2011  /  40 posts
Maio 2011  /  51 posts